Melhores jogadores da história do Vasco da Gama

Ao longo dos anos, o Vasco da Gama teve sua história entre aquelas de maior sucesso do futebol brasileiro. Com mais de cem anos de trajetória, conquistou dezenas de títulos de nível regional, nacional e continental, e também foi base para vários jogadores trilharem caminhos de muito sucesso. Se você é fã de futebol, certamente lembra de inúmeros momentos em que os atletas do Vasco da Gama fizeram lances incríveis.

Apesar de contar com vários nomes de peso em seu elenco, existem alguns jogadores que passam da linha de membro de uma equipe para se tornarem verdadeiros ídolos para a torcida, seja pelo seu desempenho individual ou pela diferença que fizeram na conquista de importantes títulos. Selecionamos alguns dos maiores ídolos do Vasco da Gama e, a seguir, apresentamos seus respectivos históricos, em ordem alfabética. Confira!

Ademir de Menezes

Ademir de Menezes foi um dos maiores jogadores do Brasil. Conhecido como “Queixada”, por conta de seu queixo avantajado, era um atacante rápido, com arrancadas de tirar o fôlego e jogadas armadas inimagináveis. É considerado o primeiro “Ponta de Lança” da história. Foi também o maior artilheiro da seleção brasileira em uma mesma Copa do Mundo, com 9 gols marcados. No Vasco, ficou entre 1942 e 1945 e foi um dos responsáveis pelo título no Campeonato Carioca, Torneio Relâmpago e Torneio Municipal.

Bellini

Capitão da seleção brasileira em 1958, ano em que o país conquistou seu primeiro título mundial, Bellini foi um grande zagueiro. Em 1952, entrou para o Vasco da Gama, em um momento de renovação do time. Na equipe, o zagueiro era conhecido por se impor dentro da área, sem medo. Saiu em 1962, vendido para o São Paulo. Nesse período, participou da vitória de três Campeonatos Cariocas, Torneio Internacional de Santiago, Copa Rivadavia, entre outros.

Edmundo

O famoso atacante Edmundo ficou conhecido tanto pelo seu talento quanto por seu gênio forte. Em 1996, em uma fase em que o Vasco corria risco de rebaixamento, o Edmundo foi peça fundamental para a virada de jogo e permanência do time na elite do futebol. Em 1997, se consagra como um grande jogador, levando o time à vitória do Campeonato Brasileiro, em que marca 29 gols e vira recordista da competição. Ao final desse título, é vendido para o Fiorentina. Entretanto, antes de se aposentar, volta para o Vasco em uma partida de despedida amistosa.

Juninho Pernambucano

Em 1995, Juninho Pernambucano entrou para o Vasco, mas não foi um sucesso imediato. Demorou dois anos para se firmar na equipe e começar a mostrar seu verdadeiro talento. Foi decisivo em 1997 na conquista do título do Campeonato Brasileiro, onde fez vários gols, além de participar ativamente dos jogos que trouxeram a vitória da Libertadores de 1998 e do Brasileirão de 2000. Em 2001, saiu do Vasco e foi para o Lyon.

Roberto Dinamite

Muitos torcedores do Vasco afirmam que Roberto Dinamite é o maior ídolo de todos os tempos do time. Em seu currículo, está o título de maior goleador do Vasco, com 708 gols. Junto com Pelé e Rogério Ceni, ultrapassou o número de 1.000 jogos pela mesma equipe. Passou pelo time entre 1971 à 1980, depois de um período de três meses fora, voltou e permaneceu até 1989, e por fim, de 1990 à 1993, quando encerrou sua carreira com 39 anos de idade. Por ter um porte grande, se destacou pela habilidade de dificilmente perder a bola. Além disso, se destacou por saber cobrar faltas como ninguém. Participou da vitória de cinco títulos estaduais e um Campeonato Brasileiro.

Romário

Tido por muitos como um dos melhores jogadores de todos os tempos, Romário foi um excelente atacante, tanto na trajetória dos times quanto na seleção brasileira, sendo o quarto maior artilheiro do país. Começou sua carreira no Vasco, em 1985, quando foi considerado uma grande revelação do time, em um ano que fez dupla imbatível com Roberto Dinamite. Ficou no Vasco até 1988, quando foi contratado pelo PSV. Em sua trajetória no time carioca, conquistou três campeonatos estaduais.

Esses são alguns dos grandes atletas que já figuraram o time carioca. Ainda existem vários outros que poderiam ser listados e certamente, veremos novos (e incríveis) talentos surgirem nos próximos anos.